Dra. Quésia Villamil

Quésia Villamil escolheu ser médica obstetra aos 12 anos. Por isto, entrou no curso de medicina da Universidade Federal de Minas Gerais e nesta mesma universidade fez residência de Obstetrícia e Ginecologia e mestrado em Saúde da Mulher, preparando-se para realizar o melhor cuidado possível às mulheres no momento mais especial de suas vidas: a gravidez e o parto.

 

Mas durante a graduação, envolvendo-se com a assistência obstétrica nos estágios em maternidades públicas e privadas, inquietações começaram a surgir. Quando Quésia percebeu que a assistência brasileira era muito diferente da recomendada, decidiu fazer estágio fora do país. No último ano de faculdade conheceu um serviço europeu onde as mulheres eram atendidas por enfermeiras obstetras que trabalhavam harmoniosamente com médicos obstetras, com baixas taxas de cesarianas e excelentes resultados perinatais.

 

Logo após a residência, Quésia começou a atender em consultório  e a assistir aos partos de suas clientes nas maternidades privadas da cidade. Sempre trabalhando da maneira que acreditava ser a correta, se sentiu um “peixe fora d’água” e percebeu que teria um longo caminho pela frente.  Ela também trabalhou em maternidades públicas e, sentindo de perto a urgência de melhoria na assistência, nutriu um sonho: que toda mulher de Belo Horizonte tivesse acesso ao bom parto.

 

Com o passar do tempo ela foi cada vez mais se envolvendo com a luta pelo bom parto. Conheceu doulas, ONGs, grupos de apoio a mulheres, movimentos sociais e políticos.  No serviço público, atuou durante muitos anos na Comissão Perinatal da Prefeitura de Belo Horizonte, setor municipal que realiza a investigação de óbitos maternos e neonatais, além de promover a instauração de boas práticas na assistência neonatal, através de fóruns e movimentos como o “BH pelo parto normal” ( http://bhpelopartonormal.pbh.gov.br/).

 

Participou na criação e produção da  exposição “Sentidos do Nascer” (http://www.sentidosdonascer.org/) e coordenou a produção das Diretrizes Municipais para Assistência ao Parto, um consenso entre SOGIMIG, ABENFO, SMP, SAMG, EE-UFMG e FM-UFMG com diretrizes — baseadas em evidências científicas — para a assistência ao parto no município de Belo Horizonte.  Como obstetra de referência da Secretaria de Saúde do Município de Belo Horizonte, ela ministrou cursos e treinamento às equipes médicas dos centros de saúde e maternidades públicas da cidade, além de ser apoiadora institucional da Rede Cegonha – Ministério da Saúde.

 

No setor privado, Quésia é fundadora do Instituto Villamil, clínica inovadora de cuidados integrais à gestante e puérpera onde doulas, enfermeiras obstetras e médicos obstetras trabalham juntos para proporcional uma assistência integral e segura.

 

Juntamente com sua equipe, Dra. Quésia atende partos nas maternidades privadas de Belo Horizonte e construiu os protocolos para atendimento a partos em ambiente LDR (Labour Delivery Room) ou PPP (Pre-parto, parto e pós-parto) em quatro maternidades privadas em que este serviço é disponibilizado.

 

Quésia teve quatro filhos de parto normal. Viveu experiências lindas de partos humanizados, acompanhada por sua equipe multidisciplinar. Cada parto gerou nela ainda mais desejo de que mais mulheres tivessem acesso a viver o que ela viveu. Seu primeiro parto inaugurou a suíte de parto de um grande hospital privado em Belo Horizonte. Mesmo sendo o nascimento de um bebê anencéfalo, a história vivida foi tão emocionante que motivou a produção de um livro: “Os últimos quatro meses” (www.osultimosquatromeses.com.br) foi lançado dois dias antes do nascimento do segundo filho.  Seus três últimos partos foram assistidos por enfermeiras obstétricas, sem intervenções médicas, dois deles na água.

 

Com uma rica trajetória na vivência do cuidado obstétrico tanto a nível pessoal quanto institucional, governamental e assistencial, Quésia deseja multiplicar suas vivências e aprendizado  acumulados em 17 anos de profissão.  

Por isto, como diretora do Instituto Villamil, além de prestar atendimento às suas pacientes, ela também ministra cursos de atualização para médicos e profissionais de todo o país. 

 

Assista:

Mais:

Curriculum Lattes da Dra. Quésia Villamil

Página no Instagram / Facebook

Quero comprar o livro “Os últimos quatro meses”

Quero marcar uma consulta

WhatsApp chat