Quais são as vacinas da criança?

vacinas-das-criancas-instituto-villamil.

Você sabe quais são as vacinas da criança? E qual a sua importância?

A vacinação é uma forma comprovada e eficaz de prevenção contra doenças preveníveis. Por isso, a vacinas têm importância inquestionável, principalmente, durante a primeira infância. Isso porque durante os primeiros anos de vida, o nosso sistema imunológico é imaturo e possui fragilidades.

Desse modo, o organismo da criança é mais suscetível a doenças infectocontagiosas. Assim, a imunização através da vacina atua diretamente no controle e combate dessas doenças que podem levar a sequelas graves e até ao óbito. Além disso, as vacinas evitam o aumento de casos de doenças já controladas e a possibilidade surtos e epidemias, pois diminui a ocorrência de crianças infectadas.

vacinas-das-criancas-instituto-villamil-1A vacina estimula o corpo a se defender contra organismos que causam doenças.

 

Onde é oferecida a imunização infantil?

Atualmente, o calendário básico de imunização da criança e do adolescente é composto por vacinas que devem ser administradas do nascimento até os 19 anos de idade.  O Ministério da Saúde oferece de forma gratuita boa parte das vacinas e elas são distribuídas rotineiramente nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou em campanhas de vacinação.

Porém, as vacinas oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) priorizam as doses mais importantes e a imunização contra as doenças mais freqüentes. Por isso, algumas vacinas são oferecidas somente na rede privada de saúde. Nesses casos, os pais ou responsáveis podem optar pela imunização, que vai além da disponibilizada na rede pública, em clínicas particulares de imunização.

vacinas-das-criancas-instituto-villamil-2O Ministério da Saúde oferece de forma gratuita boa parte das vacinas e elas são distribuídas rotineiramente nas Unidades Básicas de Saúde.

Quais são as vacinas que a criança deve tomar?

A maior parte das vacinas disponíveis no Calendário Nacional de Vacinação é destinada as crianças. Ao todo, são mais de 15 vacinas indicadas na Caderneta de Vacinação da criança que devem ser aplicadas até os 10 anos de idade. Essas vacinas são:

  • Ao nascer

– BCG: Previne contra formas graves de Tuberculose e deve ser aplicada em dose única o mais precocemente possível. Essa vacina é popularmente conhecida pela cicatriz que deixa no braço. Porém, nem todas as crianças irão apresentar essa marca e não é necessária a revacinação por esse motivo;

– Hepatite B (1ª dose);

  • 2 meses

– Pentavalente: Previne Difteria, Tétano, Coqueluche, Hepatite B e infecções causadas pelo Haemophilus influenzae B (1ª dose);

– VIP: Previne a Poliomielite (1ª dose);

– Pneumocócica (conjugada): Previne pneumonia, otite, meningite e doenças causadas pelo Pneumococo (1ª dose);

– Rotavírus humano: Previne diarréia por rotavírus (1ª dose);

  • 3 meses

– Meningocócica C (conjugada): Previne Meningite do tipo C (1ª dose);

  • 4 meses

– Pentavalente: Previne Difteria, Tétano, Coqueluche, Hepatite B e infecções causadas pelo Haemophilus influenzae B (2ª dose);

– VIP: Previne a Poliomielite (2ª dose);

– Pneumocócica (conjugada): Previne pneumonia, otite, meningite e doenças causadas pelo Pneumococo (2ª dose);

– Rotavírus humano: Previne diarréia por rotavírus (2ª dose);

  • 5 meses

– Meningocócica C (conjugada): Previne Meningite do tipo C (2ª dose);

  • 6 meses

– Pentavalente: Previne Difteria, Tétano, Coqueluche, Hepatite B e infecções causadas pelo Haemophilus influenzae B (3ª dose);

– VIP: Previne a Poliomielite (3ª dose);

  • 9 meses

– Febre Amarela

  • 12 meses

– Tríplice viral: Previne Caxumba, Rubeola e Sarampo (1ª dose);

– Pneumocócica (conjugada): Previne pneumonia, otite, meningite e doenças causadas pelo Pneumococo (Reforço);

– Meningocócica C (conjugada): Previne Meningite do tipo C (Reforço);

  • 15 meses

– DTP: Previne Difteria, Tétano e Coqueluche (1º Reforço);

– VOP: Previne Poliomielite (1º Reforço);

– Hepatite A;

– Tetra Viral: Previne Sarampo, Rubéola, Caxumba e Varicela/Catapora;

  • 4 anos

– DTP: Previne Difteria, Tétano e Coqueluche (2º Reforço);

– VOP: Previne Poliomielite (2º Reforço);

– Varicela atenuada: Previne Varicela;

 

vacinas-das-criancas-instituto-villamil-3Calendário Vacinal do nascimento aos 4 anos de idade.

 

Atenção! É importante lembrar que as crianças entre 6 meses e 5 anos (5 anos 11 meses e 29 dias) deverão tomar duas doses da vacina Influenza durante a Campanha Anual de Vacinação da Gripe.

 

As vacinas da criança podem causar alguma reação?

O sistema imunológico da criança está completamente preparado para receber as substâncias presentes nas vacinas, e dessa forma, desenvolver células de defesa. Porém, mesmo sendo um meio de imunização seguro, as vacinas podem causar reações leves.

Desse modo, é muito comum que as crianças apresentem sintomas, como: febre, sonolência, dor no local e irritabilidade após a vacinação. Em geral, esses incômodos acabam após 48 ou até 72 horas. Portanto, apesar dos mitos, as vacinas não oferecem nenhum risco para o desenvolvimento infantil, pelo contrário, elas são garantia de proteção contra doenças graves.

 

 

LEIA MAIS:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on google
Share on pinterest

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

WhatsApp chat